Resenha | Confissões do Crematório mostra como a morte pode ser uma grande professora

cremato_rio-banner-principal

Por Leo Targueta

Fala aí galerinha, bem hoje venho falar de um livro que achei interessante e intrigante. Um livro que aborda um assunto que todos conhecem, mas que ninguém gosta de comentar imagine falar. Ou melhor, conviver, a Morte. Pois é, um assunto delicado e complicado, que da medo em muita gente, mas que convivemos com ele diariamente, mas existe sempre outro lado e isso que Confissões do Crematório de Caitlin Doughty.

"Aceitar a morte não quer dizer que você não vai ficar arrasado quando alguém que você ama morrer. Quer dizer que você vai ser capaz de se concentrar na sua dor, sem o peso de questões existenciais maiores como “Por que as pessoas morrem”?" e "Por que isso está acontecendo comigo?". A morte não está acontecendo com você. Está acontecendo com todo mundo."

Caitlin Doughty sempre teve uma grande curiosidade para com a morte desde pequena, ela sempre se considerava diferente de todos por ter uma visão diferenciada e encarar o assunto com certa curiosidade peculiar. Tanto que o seu primeiro emprego foi numa casa funerária, aonde ela pode ter mais contato com o assunto que tanto lhe chamava atenção. A morte.

É neste crematório que Caitlin Doughty ela aviva ainda mais sua curiosidade s obre a morte e vemos os projetos de um sonho ate a concretização do mesmo. É amigos o amor pela morte de Caitlin Doughty e tanto que hoje ela inda trabalha nesse meio.

“Podemos nos esforçar para jogar a morte para escanteio, guardando cadáveres atrás de portas de aço inoxidável e enfiando os dentes e moribundos em quartos de hospital.”

O livro abrange a morte de um modo diferente, quando comecei a ler o livro achei que ia ver um monte de relatos de famílias chorando e pessoas mortas, já que o livro e uma autobiografia, mas assim que comecei a ler vi que seria algo diferente. Caitlin aborda a morte de um modo serio, mas sem deixar de dar pitadas de humor.

cremato_rio-caitlin01

Acompanhar as aventuras, se é que podemos dizer assim, de Doughty e interessante, intrigante e por vezes ate sorrimos com as bizarrices que ela nos passa, mas as lições estão lá. Lições que devemos encarar a morte de frente e sem medo, pois ela e inevitável.

Os relatos são muito interessantes, Caitlin Doughty aborda o assunto sempre explicando o contexto de forma natural, utilizando-se de fatos históricos e de ciência moderna.

O livro e realmente uma grande lição, mesmo que você diga que e familiarizado com a morte, a sua percepção para tal assunto possa mudar por completo.

“Meu relacionamento com a morte sempre foi complicado. Desde a infância, quando descobri que o destino final de todos os humanos era a morte, o puro terror e a curiosidade mórbida lutavam pela supremacia na minha mente. Quando garotinha, eu ficava deitada durante horas esperando os faróis do carro da minha mãe aparecerem em frente de casa, convencida de que ela estava caída, ferida e ensaguentada no acostamento da entrada, com pedacinhos de vidro estilhaçados presos nas pontas dos cílios. Eu me tornei “funcionalmente mórbida”, obcecada pela morte, por doenças e por trevas, mas ainda era capaz de passar por uma estudante quase normal”.

Livro excelente, altamente recomendado.

confissoes-do-crematorio-capa-3d-darksidebooks-smoke-gets-in-your-eyes-caitlin-doughty

FICHA TÉCNICA
Título | Confissões do Crematório
Autora | Caitlin Doughty
Tradutora | Regiane Winarksi
Editora | DarkSide®
Edição | 1a
Idioma | Português
Especificações | 256 páginas, Limited Edition (capa dura)
Dimensões | 14 x 21 cm
ISBN | 978-85-9454-000-3
Preço | R$ 49,90 (estimado)

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

https://o.twimg.com/2/proxy.jpg?t=HBgtaHR0cDovL3N0YXRpYy5vdy5seS9waG90b3Mvb3JpZ2luYWwvN3RqZ24uZ2lmFOwJFOwJABYAEgA&s=Y-LkLtRmCw5Iq1wTo8dBqpPeNRJBdcMy8ytpeCBGjts