Resenha: O Espadachim de Carvão, de Affonso Solano

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Jorge Augusto disse:

    Taty, sua resenha ficou ótima. Só faltou dizer que a descrição utilizada para as batalhas é impressionante, cada movimento, cada possível reação do adversário e de qual maneira isso era finalizado era absurdamente detalhada. Outra coisa é a ingenuidade de Adapak, enquanto ele tinha todo o conhecimento necessário, ele não tinha a experiência. Mas, neste ponto, ter lido o livro “As Aventuras de Tamtul e Magano” se provaram eficientissimas, e em as Pontes de Puzur sabemos onde surgiram esses contos… Deixo aqui também meus parabéns ao Affonso Solano, porque a escrita dele é muito boa até, mas eu queria ver se ele é capaz de escrever ao estilo descritivo, como faz o Eduardo Spohr.

    Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

https://o.twimg.com/2/proxy.jpg?t=HBgtaHR0cDovL3N0YXRpYy5vdy5seS9waG90b3Mvb3JpZ2luYWwvN3RqZ24uZ2lmFOwJFOwJABYAEgA&s=Y-LkLtRmCw5Iq1wTo8dBqpPeNRJBdcMy8ytpeCBGjts