Semana “Em Algum Lugar nas Estrelas”: a Dor da Perda

Dor da perda_Semana Em Algum Lugar nas Estrelas

Hoje nós vamos falar na dor da perda, sentimento muito profundo que figura tanto no "Em Algum Lugar nas Estrelas" quanto no livro "O Último Adeus". O tema da perda de uma pessoa amada e querida é muito pesado, pois mesmo sabendo que a morte faz parte da vida, nos vemos constantemente em situações onde esta compreensão de torna completamente inútil diante do sentimentos que vem junto com a constatação da morte.

Vemos que "Em Algum Lugar nas Estrelas" trata do tema da perda de uma forma muito delicada, do ponto de vista de dois meninos muito novos para terem perdas tão grandes: Jack perde a mãe para um aneurisma e Early o irmão para a guerra. Em cada um dos casos vemos abordagens diferentes e que cada garoto tomou para si de forma a continuar prosseguindo, um mais sisudo diante do fato e o outro com esperanças de que aquilo não seja verdade.

De forma geral, algumas pessoas tratam a perda de formas distintas e intensas: seja com a raiva de tudo e de todos ao redor, seja se afundando as lágrimas, tristeza e depressão ou ainda ignorando os próprios sentimentos e vestindo um manto imaginário de auto-controle. Todos estes casos podem levar à quadros graves como depressão, isolamento e até malefícios físicos, pois são extremos de tudo e portanto demasiados exagerados.

No livro "O Último Adeus" temos uma situação ainda mais desesperadora que é o suicídio. Lex, a protagonista, perde o irmão, que tira a própria vida. Lex e sua família começam a se questionar sobre se poderiam ter feito algo mais por Tyler, onde falharam e como não viram o que estava para acontecer. Os sentimentos nestes casos são ainda mais exacerbados e difíceis de lidar, afinal, não fora uma fatalidade ou doença, mas sim uma escolha, motivada por sentimentos reais e muito profundos, com raízes dolorosas e que, geralmente, envolvem as pessoas ao redor.

Para todos os casos é necessário que todas as fases da perda aconteçam: o choque, a incredulidade, a negação, a raiva, até que cada um deles seja "digerido" e sedimentado dentro de cada um, para que nenhum deles prevaleça causando um dano maior e permanente.

É claro que isso não é fácil! O dia-a-dia pode ser esmagador, a ideia de que não se verá mais a pessoa amada, a volta da dor ao ver outros pais e mães, outros irmãos, outros amores e comparar às próprias lembranças precisa ser trabalhada em família, dentre amigos, com profissionais e todos os meios necessários.

Clare Vanderpool conseguiu mostrar a intensidade da dor de um filho que perdeu a mãe sem poder dizer adeus e Cynthia Hand mostrou o quão pesado é o fardo do parente de uma pessoa que desistiu da própria vida. A escrita de ambas consegue exprimir, mesmo a quem ainda não perdeu ninguém a sensação de falta de consolo em uma hora dessas.

Ambas as obras da Darkside nos ajudam a pensar e a dar valor ao que temos e quem temos agora e que é necessário ter mais atenção, empatia e mais demonstrações de carinho com aqueles a quem amamos. O Último Adeus traz ainda um alerta sobre o suicídio, duas consequências e ocorrência no mundo.

Este fator é tão grave que volta e meia é discutido em filmes, séries, livros, na mídia e em músicas de forma a que não deixemos de prestar atenção a ele. Algumas músicas famosas (de rock) sobre suicídio e perda são:
  • Jeremy - Pearl Jam
  • Suicidal Dream - Silverchair
  • Inside the Fire - Disturbed
  • Coming Down - Five Finger Death Punch
Há vários mecanismos para ajuda a pessoas que passam por perdas profundas ou que pensam em desistir da própria vida:

 

Uma das coisas mais importantes sobre a perda, seja ela qual for é termos a noção de que não estamos sozinhos. Por isso é importante que a família e os amigos estejam presentes nessas horas, porque há uma diferença bem grande entre se sentir sozinho e estar sozinho.

Dois super livros recomendadíssimos! Seja para seu entretenimento, seja para instrução e seja pra te emocionar. Fiquem conosco, ainda esta semana trataremos do tema que é um verdadeiro remédio para muitas dores do coração: a amizade.

Até a próxima!

taureau

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

https://o.twimg.com/2/proxy.jpg?t=HBgtaHR0cDovL3N0YXRpYy5vdy5seS9waG90b3Mvb3JpZ2luYWwvN3RqZ24uZ2lmFOwJFOwJABYAEgA&s=Y-LkLtRmCw5Iq1wTo8dBqpPeNRJBdcMy8ytpeCBGjts