O RPG e a literatura fantástica com Eduardo Spohr e André Gordirro

"Dados & Letras - O RPG e sua relação com a literatura fantástica"

Em 15 de março dezenas de amantes de RPG e literatura fantástica se reunião na Livraria Da Vinci para ver a palestra de Eduardo Spohr (autor de A Batalha do Apocalipse e da trilogia Filhos do Éden) e André Gordirro (autor do livro Os Portões do Inferno).

Nós do Odin com Pimenta estivemos lá e gravamos boa parte da palestra que vocês podem conferir aqui no canal! Se você é fã do Eduardo e do André (e de RPG também) este vídeo é realmente para você. E quem não conhece vai se apaixonar pelos mundos desses caras.

Link do evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/1228226953957807/1251751298272039/?notif_t=plan_mall_activity&notif_id=1489940147391219

Siga-nos:
www.facebook.com/odincompimenta
www.instagram.com/odincompimenta
www.twitter.com/odincompimenta

E visite o nosso site de André Gordirro para saber mais sobre "Os Portões do Inferno": http://www.andregordirro.com.br/os-portoes-do-inferno/

Sinopse de "Os Portões do Inferno":
Em um mundo de fantasia, um sexteto de anti-heróis recebe a missão suicida de resgatar um rei anão destronado, em uma perigosa aventura dentro das cavernas de uma cordilheira. Paralelamente, os Portões do Inferno — a fortaleza que sela a passagem para uma dimensão sobrenatural e impede que os demônios invadam os reinos — sofre ataque de uma força invasora composta por elfos das profundezas, com a motivação de espalhar as trevas sobre a superfície, para que voltem a habitá-la. Em algum momento, aquele idiossincrático e improvavelmente carismático grupo de protagonistas terá que decidir se salva o mundo da invasão demoníaca ou se coloca tudo a perder por causa da própria ganância e da desconfiança mútua.
Primeiro volume da trilogia Lendas de Baldúria, Os Portões do Inferno mistura a pegada marginal do “Esquadrão Suicida” com a ambientação clássica de RPGs como Dungeons & Dragons e World of Warcraft. Com domínio preciso da narrativa aventuresca, lançando mão de um ritmo ágil e constantes reviravoltas, o autor pontua o texto com um senso de humor muito próprio e apurado; é inegável seu gosto pela picardia e pelo deboche, o que o leva a brincar com os próprios clichês do gênero e adiciona ainda mais sabor à obra. Os Portões do Inferno recebeu resenhas elogiosas na Rolling Stone e Playboy e ganhou nova tiragem dado o volume de vendas, indo para sua segunda edição.

E visite também o blog de Eduardo Spohr para saber mais sobre ele e sua obra: http://filosofianerd.blogspot.com.br/

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

https://o.twimg.com/2/proxy.jpg?t=HBgtaHR0cDovL3N0YXRpYy5vdy5seS9waG90b3Mvb3JpZ2luYWwvN3RqZ24uZ2lmFOwJFOwJABYAEgA&s=Y-LkLtRmCw5Iq1wTo8dBqpPeNRJBdcMy8ytpeCBGjts