SDCC | “Animais Fantásticos e Onde Habitam” e a Magia ressurgida para a geração Harry Potter

fantastic-beasts

Por Taty Pimenta

Pode parecer bobo chorar por certas coisas, principalmente ao ver um trailer de um filme. Mas existem filmes, livros, obras como um todo que marcam gerações inteiras e este é o caso de Harry Potter e todo o universo mágico criado por J.K. Rowling.

Nunca vou esquecer como este mundo mágico chegou até mim, pois não foi como na maioria, os livros já existiam e eu só tinha ouvido falar, foi então que minha tia Cidália (nossa querida resenhista do Odin com Pimenta) começou a ler os livros, que ela havia pegado emprestado com uma amiga, e começou a falar deles para mim. Fui me interessando pela estória e em um certo dia, estavamos todas no shopping: minhas irmãs mais novas, minha tia e eu, e ela nos pediu para escolhermos um VHS (!) para vermos... minhas irmãs queriam branca de neve e eu vi Harry Potter e a Pedra Filosofal (sim, o primeiro filme já havia saído) e eu usei de todos os argumentos possíveis para levarmos o HP e consegui.

Fomos para casa onde todas, juntamente com minha mãe, assistimos ao filme. Quando o filme acabou, uma explosão havia acontecido em todas nós: minha mãe havia chorado horrores pelo fato de Harry ser órfão (ela e minha tia ficaram orfãs mais cedo ainda do que Harry e foram criadas por tios em parte do tempo), minha tia viu tudo o que ela tinha lido criar vida e estava maravilhada com o capricho, minhas irmãs ficaram encantadas com a magia e as possibilidades que ela trazia, já eu, vi meus mundos interiores se ampliarem e me vi imediatamente apaixonada por tudo o que vi.

Fui atrás dos livros e os devorei, consumi tudo o que podia sobre Harry Potter e J.K. Rowling, tudo mesmo, até li sobre processos, controvérsias, amei ainda mais Neil Gaiman quando ele defendeu a J.K. quanto às acusações de outras pessoas dizendo que ela havia plagiado o Tim Hunter, criação do próprio Gaiman, comprei tudo o que minha mesada e, mais tarde, meu salário poderia me permitir e até tive oportunidade de ter coisas mais diferentes de HP quando trabalhei no Cinemark.

Em todo este tempo, o mundo da magia me acompanhou, proporcionou novos contatos, novos amigos (meus melhores amigos Thomas e Diogo são fanáticos por HP) que amam este mundo tanto quanto eu e compartilharam da mesma emoção que senti quando vi o trailer completo de "Animais Fantásticos e Onde Habitam".

Hogwarts e seus habitantes cresceram conosco, passaram por fases similares como fim da infância, adolescêcia e vida adulta. Choramos com eles, fugimos com eles, lutamos com eles, nos emocionamos... vimos que não importa onde estamos, sempre haverá coisas boas e ruins, que a magiaa nos ajudaria a fazer algumas coisas, mas que outras requerem que arregacemos as mangas e nos coloquemos à trabalhar, que há perdas que nada pode consertar, que devemos estar vigilantes contra o mal e que ele vem em muitas formas, que amizade e amor são essenciais para vivermos bem e enfrentarmos os problemas do dia-a-dia.

Mas mais do que tudo, aprendemos com Harry Potter, o menino que sobreviveu, que sobrevivemos e vivemos todos os dias com magia, a magia de estarmos vivos e de termos as ferramentas para mudarmos nossas vidas, claro, guardadas as devidas proporções e circunstâncias, mas que podemos sim fazer algo por nós mesmos e pelo que acreditamos, que vale a pena lutar por isso, mesmo que morramos um pouco em alguns dias, porque em outros voltamos como fênix ressurgidas das dores, das dificuldades, para as pequenas e gloriosas vitórias da vida.

A J.K. Rowling me mostrou como enfrentar os dementadores (tantos os sentimentos quanto as pessoas negativas) e que para isso, tenho que usar o que tenho de melhor dentro de mim e que só eu posso conjurar tal magia. Minha vida teria sido muito menos legal, até mais pobre sem Harry Potter.

Agora, a magia voltou em livros pelos quais esperar e filmes pelos quais vibrar a cada novidade lançada! Animais Fantásticos é um bálsamo, um sopro novo de magia sobre todos os Potterheads, antigos e novos, que aprenderam que a magia existe sim e de muitas formas. Sim, eu chorei ao ver o trailer, chorei porque meu peito explodiu em magia e porque o feitiço Lumus foi mais uma vez realizado, com um brilho tão intenso quanto o espirro de uma estrela.

A Magia está mesmo de volta. Harry-Potter-e-a-Pedra-Filosofal-livro

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

https://o.twimg.com/2/proxy.jpg?t=HBgtaHR0cDovL3N0YXRpYy5vdy5seS9waG90b3Mvb3JpZ2luYWwvN3RqZ24uZ2lmFOwJFOwJABYAEgA&s=Y-LkLtRmCw5Iq1wTo8dBqpPeNRJBdcMy8ytpeCBGjts